Gastronomia

Postado em: 27.09.2013

churrasco_final

Quando pensamos em churrasco, com certeza vem à nossa mente os amigos ou a família reunidos, boas carnes e bastante animação, não é mesmo?

E quando falamos em bebida, seguramente a maioria já pensa naquela boa e velha cerveja gelada para acompanhar. Claro, afinal de contas, estamos no país da cerveja.

Mas temos que contar um segredo para você, amigo leitor, sobre essa combinação “picanha e cerveja” que você tanto gosta. Ela só funciona porque a sua cerveja está muito gelada e você não vai sentir muito sabor nela. É assim que funciona, até porque a cerveja é amarga e seus ingredientes, por mais que a sua carne esteja bem temperada, não vão combinar com o sal que está lá.

Mas é claro que aqui estamos sendo basicamente técnicos e que gosto não se discute. Só queremos avisar você sobre um fato!

E para não deixá-lo triste com a notícia, vamos te contar uma outra coisa bem legal: churrasco combina, e muito bem, com vinho.

O vinho tinto, por conta de sua composição (taninos, etc.) tem a propriedade de “lavar” a sua boca depois de você comer um pedaço de carne. Isso vai te trazer uma sensação saborosa, que é o princípio da harmonização.

Um bom vinho tinto, que pode ser um Malbec, ou um Tannat, vão combinar perfeitamente com aquela picanha ou até mesmo com outros cortes como ojo de bife, costela, etc.

Como você já percebeu, estamos aqui defendendo o vinho para o seu churrasco, então aproveitando, que tal começar a receber o pessoal com um bom espumante ou vinho branco? Eles vão combinar com aqueles petiscos de início, como a linguiça, coração e até o queijo coalho.

Viu? Dá para ter vinho no seu churrasco e pode ser que você até goste mais do que a cerveja. Quem sabe?

Comentar