Institucional

Postado em: 08.11.2019

Como comprar um apartamento com sua renda atual

Nosso país vem se refazendo de anos de economia turbulenta. As relações de trabalho se alteraram e muitos brasileiros consideram que seus salários não sejam ideais, e isso os impossibilitaria de conquistar o sonho da casa própria. 

Se você faz parte desse grupo de pessoas, convidamos você a continuar lendo esse post que a Plano&Plano preparou especialmente para te mostrar que há chances para você comprar seu apartamento Minha Casa Minha Vida sim! 

Entendendo a dificuldade

A maioria das pessoas sabe bem quanto ganha, mas não sabe, em detalhes, onde gasta seu dinheiro. Essa talvez seja a principal dificuldade que as impede de comprar seu apartamento.

E não existe mágica! Poupar, economizar onde for possível e investir suas economias é o caminho para se obter sucesso na aquisição do primeiro imóvel – e a gente sabe, isso exige sacrifício, determinação, persistência e foco. Por isso essa decisão não pode ser tomada isoladamente; é uma decisão que afeta a vida de todos os membros da família.

Superando a dificuldade inicial

Uma boa dica se você quer ter noção real dos seus gastos e quanto conseguiria poupar para essa que é uma das grandes realizações do brasileiro, a compra de um apartamento, é registrar em uma planilha todas as entradas e saídas de dinheiro, à medida que forem acontecendo (entrada do salário, pagamento do aluguel, despesas de consumo, alimentação, instrução, transporte… absolutamente tudo).

Crie o hábito de pedir Notas Fiscais ou comprovantes de todas as despesas realizadas, e mantenha-as com você.  Isso facilitará o registro das informações, caso a memória falhar.

Ao final de dois ou três meses, analise cada despesa registrada na planilha, classificando-as como essenciais (aluguel, alimentação, água, luz, gás, escola dos filhos, dívidas já assumidas, etc) ou opcionais (shopping, almoço e lanche em restaurante, passeios, TV a cabo, presentes, etc).

Em seguida, com o foco nas despesas essenciais, estude cada uma delas, buscando saber se é possível reduzi-las, mesmo sendo essenciais. Negocie redução do aluguel na renovação do contrato, planeje-se até mesmo para procurar por uma casa de menor custo e adote práticas que possam reduzir o valor no consumo de água e energia, por exemplo. Faça a mesma coisa com as despesas opcionais, avaliando se podem ser eliminadas ou reduzidas.

Acredite: parecem ações básicas, mas o valor economizado pode te surpreender!

Planejamento financeiro para comprar seu apartamento Minha Casa Minha Vida

Planejamento financeiro é uma maneira de controlar e organizar suas finanças, reconhecendo sua situação financeira atual e traçando metas e objetivos que você deseja alcançar

Para comprar seu apartamento Minha Casa Minha Vida, entenda sua situação atual (entrada de dinheiro x despesas) e saiba qual o valor estimado do imóvel que pretende adquirir, ou da entrada necessária para seu financiamento.

Responda perguntas como: 

  • Quanto de dinheiro precisarei poupar para atingir meu objetivo em tanto tempo?
  • Quantos anos precisarei poupar, se conseguir economizar mensalmente o valor de xx?

Com essas respostas, será possível ajustar seu planejamento de acordo com suas expectativas, aumentando ou reduzindo o sacrifício necessário alcançar seu objetivo!

Dicas importantes da Plano&Plano

Insista. Persiga seu sonho e se esforce para chegar ao seu objetivo final, a conquista da sua casa própria.

Estipule metas e traga toda a família para participar com você desse momento – juntos, os esforços podem parecer menores!

Estude e conheça o Minha Casa Minha Vida! Na Plano&Plano, famílias com renda a partir de R$1.900,00 já conseguem se enquadrar no programa para comprar apartamentos com subsídio de até R$ 29.000 do governo federal.

É animador ou não é? Confira as opções da Plano&Plano!

Comentar