Arquitetura & Decoração

blogggg

Postado em: 09.11.2015

No último dia 01 de julho as lâmpadas mais usadas do Brasil se aposentaram pra valer. A comercialização das lâmpadas incandescentes de 60W foi suspensa em todo o país! Essa não é, no entanto, uma má notícia. O produto teve sua comercialização proibida por consumir muita energia para uma baixa iluminação.

As substitutas mais conhecidas para as incandescentes são as lâmpadas fluorescentes e as lâmpadas LED. Ambas têm um valor mais alto do que as incandescentes, mas o valor mais elevado na hora da compra reflete positivamente na conta de luz ao fim do mês!

Enquanto uma lâmpada incandescente custava cerca de 4 reais, a fluorescente tem um valor mais elevado, de cerca de 10 a 15 reais. Já a lâmpada de LED é encontrada a partir de 20 reais em lojas de construção. A economia na conta de luz é bem mais significativa. Uma lâmpada fluorescente consome até 75% menos energia que sua versão incandescente. Com o modelo de LED a economia é ainda maior, cerca de 85%.

Outro ponto positivo na hora da troca é a duração das lâmpadas. Enquanto uma incandescente apresenta vida útil de cerca de mil horas, a fluorescente dura até 6 mil e a lâmpada de LED dura aproximadamente 25 mil horas.

Quem gosta da sensação mais aconchegante das lâmpadas incandescentes não tem porque se preocupar. Em lojas especializadas é possível encontrar lâmpadas com diferentes temperaturas de cor, indo das mais azuladas e frias até as cores mais quentes e alaranjadas.

O baixo consumo de energia é também, sem dúvida, uma ótima forma de preservar os recursos naturais. Além de toda a economia para o bolso, o planeta também agradece às novas tecnologias!

 

Comentar