Arquitetura & Decoração

destaqueplantasemcasa

Postado em: 08.01.2013

Você consegue imaginar uma casa sem plantas ou flores naturais?

Plantas, flores e folhagens são as grandes estrelas de uma decoração natural. Deixam a casa com vida, alegria e frescor. Também aconchegante, elegante e bonito. Podem ser usadas como complemento aos móveis, somente produção, sozinhas ou em uma composição, dependendo de onde serão colocadas. Elogios é que não faltam!

A decoração com plantas é simples, mas é importante escolher o tipo certo para cada ambiente. As plantas naturais precisam de local adequado, respeitando as suas necesidades em relação a luminosidade, temperatura, umidade e espaço para que elas se mantenham bonitas.

Algumas dicas para ajudar você na hora da escolha

 

  • Locais com bastante iluminação natural ou espelhos, gerânios, iúcas, cóleus ou fícus adaptam-se muito bem.
  • Nos livings geralmente as janelas são maiores. As palmeiras são boas opções. A mais conhecida é a ráfis, mas tem a coco, areca-bambu, camedoréa, licuala, kentia e palmiteiro.
  • Em locais com pouco espaço, cactus, bonsais e suculentas ficam bons.
  • O vaso a ser usado também faz diferença. Existem vários tipos e formatos. O mais destacado na decoração é o de vidro, pois além da planta, você pode usar para decorar pedras, serragem, cascas, folhas, seixos, argila expandida , enfim conforme a sua imaginação e criatividade.
  • Não é legal usar as plantas pontudas, pois podem machucar. Assim como as tóxicas como a famosa comigo ninguém pode.
  • Quanto a flores, as plantadas duram mais. As de corte, aquelas que ficam no vaso com água necessitam de mais cuidado, mas são belas pois proporcionam montagem de arranjos maravilhosos.
  • Folhagens mais escuras, normalmente necessitam de menos luz, ao contrário das que possuem flores, a luz deve ser intensa.
  • Plantas internas, não gostam de muito vento.

Benefícios das plantas

  • Proporcionam beleza;
  • Melhoram a qualidade do ar;
  • Contribuem para o nosso bem estar e estado de espírito;
  • São uma excelente terapia para as nossas horas livres.

Manutenção

  • Água, luz, boa nutrição, boa terra e fertilização; No caso da água cuidado comos extremos: muita água apodrece a raíz e pouca água não desenvolve;
  • Para manter o brilho e beleza de suas plantas, vale borrifá-las de vez em quando, com água de um dia para o outro. Assim elimina o cloro, muitas vezes nocivo para elas;

Exemplos mais comuns de uso interno:

1- Begônias: essas flores charmosas são ótimas companheiras para ficar dentro de casa sem ocupar muito espaço. “Ela precisa de sombra e um pouco de luminosidade. Fica linda em uma mesa lateral ao lado do sofá ou na copa. A rega deve ser feita duas ou três vezes por semana”, orienta a arquiteta e paisagista Daniela Sedo. O maior cuidado com essa planta é com o pratinho, que deve estar sempre seco, porque a umidade excessiva não faz bem para as begônias. Vale o alerta: para evitar a proliferação do mosquito transmissor da dengue, nunca deixe água acumular!

2- Chamaedórea metálica: essa planta é como uma pequena palmeira que fica linda em um vaso de 50 cm com muita terra. Ela cabe em qualquer cantinho que tenha um misto de claridade e meia-sombra. Deve ser regada duas vezes por semana, ou uma vez durante o inverno.

3- Chamaerops humilis: de folhagem cheia, essa planta gosta mais de claridade do que as outras. O ideal é que ela receba água três vezes por semana e todo dia no verão. Ela pode ficar em um vasinho pequeno no canto da sala, perto da janela.

4- Rosa de pedra: parece flor, mas na verdade é uma planta da família dos cactos e assim como eles precisam de pouca água, apenas um copo a cada 15 dias. Dica para regar: evite bater a água nas folhas, apenas a terra deve ser molhada. O ideal é que a rosa de pedra seja exposta ao sol leve, por isso a sugestão é que a planta fique em uma mesa alta perto da janela.

5- Zamiocula: podendo atingir até 70 cm de altura, a Zamiocula é uma das favoritas para se ter dentro de casa ou do apartamento. Essa planta precisa, no entanto, de mais espaço para que as folhas cresçam bonitas e apareçam. Dica que vale para todas: evite que as plantas fiquem coladas a paredes ou móveis e fuja das áreas de circulação para que elas não se danifiquem. Sobre os cuidados, é importante lembrar que a Zamiocula precisa de muita água regada a cada duas vezes na semana.

6- Licuala: ”Linda folhagem em leque. Já me perguntaram em um projeto se eu havia cortado as folhas para que elas ficassem desse jeito”, disse a arquiteta e paisagista Daniela Sedo. Essa planta não gosta de vento, mas precisa de claridade, então deve ficar perto de uma janela onde bate o sol leve da manhã. Pode ser regada duas vezes por semana.

Exemplos de ambientes com plantas

A pata de elefante é maravilhosa, mas necessita de iluminação

Harmonia entre os vasinhos

Composição de pequenos arranjos

Na semana que vem, mostrarei para vocês quais são as espécies de plantas mais utilizadas e que se adaptam melhor aos ambientes. Não deixem de acompanhar!

Ana Beatriz Nunes Moller.

Comentar