Gastronomia

bemcasado

Postado em: 23.05.2014

Hoje o nosso post é direcionado às mulheres. Ok, homens que gostam de doces também podem se deliciar, mas é fato que esse docinho – aparentemente não muito trabalhado – muitas vezes é o ator principal das mesas de quitutes de casamentos, e a mulherada adora.
Você provavelmente já se pegou trocando olhares com ele durante a festa do casamento e no final passou por lá, não resistiu e levou mais de um, não é verdade? Sim, sabemos que esse “sanduíche” macio, recheado na maioria das vezes com doce de leite e coberto com açúcar de confeiteiro, embalado em papel transparente, atrai a atenção e desperta paixões nas cerimônias de matrimônio.
Mas tudo isso tem justificativa: o bem-casado é um doce muito antigo, que ninguém sabe ao certo onde nasceu (alguns dizem que foi em Portugal, mas não há registros precisos) com o intuito de representar a união dos noivos, por isso ele tem duas partes iguais, representando a união selada pela cumplicidade e respeito mútuo, significando que o casal pode se tornar um só, e que mesmo sendo duas pessoas diferentes, estão agora unidas pelo amor e para sempre.
Bonito, não?
Então da próxima vez que você for comer um bem-casado, lembre-se disso, e lembre-se também da Lenda do Bem-Casado: diz a lenda que para se ter muita sorte nesta união, deverá ser distribuído um bem-casado a cada convidado e, que todo aquele que saborear um bem-casado, estará sendo abençoado com a mesma sorte e felicidade. Basta fazer um pedido, antes de dar a primeira mordida. Então capriche no pedido e na mordida!

Se quiser aprender a fazer um bem-casado, damos aqui uma receita para que você possa saboreá-lo quando quiser, afinal de contas, um pouquinho a mais de felicidade é sempre bom.

Receita

Massa
4 ovos
4 colheres (sopa) de açúcar
1 colher (chá) de fermento em pó
10 colheres (sopa) de farinha de trigo

Recheio
Doce de Leite

Calda
2 xícaras de chá de açúcar de confeiteiro.

Modo de Preparo:
Massa:
Em uma batedeira, bata os ovos e o açúcar por cerca de 10 a 15 minutos minutos, até obter uma massa de consistência leve e fofa (cuidado para não passar do ponto).
Acrescente o fermento em pó e desligue a batedeira. Coloque a farinha de trigo aos poucos, mexendo levemente com um batedor até ficar homogênea . Coloque a massa em um saco de confeitar e pingue porções da massa em uma assadeira untada com manteiga e polvilhada com farinha de trigo, deixando espaço entre elas . Leve ao forno médio-alto (200° C), pré-aquecido, por cerca de 8 minutos ou até ficar firme e levemente dourado.
Retire da assadeira ainda quente e reserve.

Recheio:
Com auxílio de uma espátula, espalhe cerca de 1 colher (chá) do doce de leite sobre um disco de massa reservado e cubra com outro disco, formando um sanduíche . Reserve-os.

Calda:
Dissolva o açúcar em 4 colheres (sopa) de água morna e mexa até obter uma calda grossa. Apoie cada doce reservado em um garfo e, com o auxílio de uma colher, banhe-o com a calda. Deixe secar sobre uma grelha, em lugar arejado, até formar uma casquinha branca de açúcar.

Para embalar:
Prepare o papel celofane e papel crepom em quadrados de 20 cm. Depois de secos, embrulhe os doces primeiro com celofane, depois com o crepom. Arremate com um laço de fita da cor que preferir ou faça coloridos.

Comentar