Viagens

04.03_Imagem

Postado em: 10.02.2015

Viagens são sempre marcantes em nossas vidas e principalmente na infância, e viver tudo isso na companhia dos pais é uma privilégio para filhos de qualquer idade. Então, preparamos para você um breve manual para orientar quais as melhores formas de viajar com os filhos levando em consideração a idade deles.

Em primeiro lugar, já alertamos: deixe de lado o medo e a preguiça. Planeja-se e saia da zona de conforto para construir ótimos momentos!

1-3 anos

Nenhum destino serve tão perfeitamente para essa idade como a praia, lugar onde a regra é unir diversão com descanso e belas paisagens. Nada como um vaivém de ondas e brincadeiras na areia. Poucas e leves roupas e muita proteção do sol devem estar no roteiro, garantindo também ótimas fotos. Para evitar praias poluídas, tumultuadas e com muitos insetos, opte por destinos pouco evidentes e pesquise principalmente se o mar é próprio para banho, afinal, não há criança que resista ao mar.

4-10 anos

É então chegada a idade em que as viagens são ansiadas e comemoradas com maior consciência. Por isso, aproveite para começar as viagens com explorações, que inclua museus, zoológicos, cavernas e cachoeiras, já que esses elementos servirão como uma avalanche de estímulos e novas sensações. Um livro de histórias, mapas, um filme bacana e navegações pela internet podem ajudar a despertar o interesse prévio e complementar as vivências da viagem.

11-16 anos

Nessa idade transitória para a adolescência, o diálogo e a confiança são grandes aliados, já que o desafio é estimular a independência sem comprometer a segurança. Por isso, subir montanhas, fazer mergulhos e gastar energia com atividades diferentes e ao livre – para lidar com as adversidades naturais – podem ser muito construtivos para o aprendizado. Assim, se sentirão soltos, com espaço, mas seguros. Além disso, o trabalho em equipe une ainda mais a família.

Comentar