Viagens

Blog Sul

Postado em: 26.06.2015

Encerrando a série de posts sobre as festas juninas pelo Brasil, que você pode conferir aqui, chegamos na zona Sul do país.

Junto com a festa junina no norte do país, a festa do sul é a  mais diferente em alguns aspectos, como a vestimenta e as danças típicas, especialmente no Rio Grande do Sul.

É muito comum na tradição gaúcha que as roupas utilizadas sejam as roupas típicas da região, com o vestido de prenda rodado para as meninas e a bombacha e o lenço no pescoço para os meninos.  Alguns tradicionalistas acreditam que a roupa caipira usada em vários outros estados do país, toda remendada e colorida, ridiculariza o homem do campo e chega a ser ofensiva.  Essa diferença é explicada por alguns historiadores pelo tempo que o estado esteve em guerra, sem fronteiras definidas e por isso sem acompanhar o costume do resto do país.

As festas são embaladas por músicas como o vaneirão, o chamamé e o xote gaúcho.  Ainda nas danças típicas está a dança das fitas,  trazida pelos europeus como costume e muito dançada té hoje por toda a região.

Os pratos típicos ficam por conta do churrasco, pipoca, amendoim, canjica, doces campeiros e principalmente o pinhão, preparado de diversas maneiras. A comilança é regada a quentão, vinho quente e outras bebidas típicas da região, como o chimarrão.

Como a região é bastante fria, é muito comum acender a fogueira no começo da festa e permanecer em volta dela até que o fogo se apague.

O mês de junho está acabando e as festas juninas terminando… Mas ainda dá pra aproveitar um pouquinho: em alguns lugares é possível festejar durante julho, o que passou a ser chamado de festa julina! É que com festas boas assim, ninguém quer mesmo que acabe!

Comentar