Gastronomia

Postado em: 01.02.2013

A culinária japonesa é uma das mais consumidas no Brasil e teve um grande crescimento nos últimos anos. Para encontrar um restaurante japonês você nem precisa andar muito, mas ao entrar, você pode se assustar ao encontrar pratos com nomes bem diferentes no cardápio.

Abaixo listamos alguns termos mais comuns, para você não se perder e poder escolher bem o que vai comer.

Sushi: É o mais conhecido. É simplesmente um bolinho de arroz coberto por peixes ou frutos do mar crus. E como existem muitos tipos de peixes, existem variações. Veja algumas delas.

– Temaki: Cones de algas recheados com arroz, peixe cru ou frutos do mar e legumes. Há variações também aqui, com salsinha, cream cheese, etc;

– Niguiri: Pequenas porções de arroz recobertos com fatias de peixes ou frutos do mar crus, sendo os mais comuns os de atum, camarão, enguia, lula, polvo, salmão e omelete;

– Gunkan: Arroz enrolado por algas marinhas e recheado com peixe cru, frutos do mar, ovas de peixes ou legumes;

– Uramaki: É um sushi às avessas. Neste tipo, o arroz recobre as algas, que, por sua vez, são recheadas com vários tipos de peixes, legumes e até frutas.

– Chirashi: peixes, frutos do mar e legumes espalhados por sobre o arroz de sushi.

 

Sashimi: Fatias de peixe cru que em geral são “temperados” com shoyu (molho de soja) e wasabi (raiz forte). Os mais populares tipos de sashimi são:

– Maguro:atum;
– Toro: atum gordo (parte nobre do peixe);
– Ika: lula;
– Tako: polvo;
– Ebi: camarão;
– Saba: cavalinha (espécie de peixe);
– Sake: salmão.

Daniel Perches é publicitário e blogueiro de vinhos. Seu blog é www.vinhosdecorte.com.br

Comentar