Arquitetura e Decoração

Papel de parede: o queridinho dos designers e arquitetos

Postado em: 09.03.2020

Papel de parede é um excelente material para quem deseja personalizar ambientes residenciais ou comerciais. Ele pode ser utilizado em espaços com diferentes características, além de ser uma ótima opção pra você que acabou de comprar um apartamento e não quer sujar de tinta. Continue lendo e veja as dicas que a Plano&Plano conseguiu para você.

O papel de parede é versátil porque sua tecnologia está sempre evoluindo, permitindo que os fabricantes ofereçam aos seus clientes uma cartela cada vez mais variada de produtos. E estes, no caso, são capazes de atender muitos gostos e necessidades.

Por exemplo, se a pessoa deseja transformar rapidamente o visual de alguns dos cômodos de sua casa. Se espera obter um lindo efeito visual e quer deixar vários cantos de seu imóvel mais bonitos e charmosos. pode contar com o papel de parede como solução. 

Papel de parede com bolinhas

Por que o papel de parede se tornou o queridinho dos designers e arquitetos?

Quando uma proposta de decoração de interiores apresenta muitos detalhes que sobrecarregam os ambientes, é normal se pensar em panos de fundo neutros. 

Paredes lisas podem receber vários tons de cores, mas, certamente, impactam menos o visual dos cenários do que paredes com texturas ou estampas. Só que talvez este seja, justamente, o motivo dos projetistas simpatizarem tanto com os papéis de parede.

Assim, imóveis compactos, de área pequena, requerem uma decoração completa com um número menor de elementos. Por isto mesmo é que cada detalhe na proposta precisa ser especial. De preferência, os móveis devem ser o mais funcional possível. E todas as superfícies dos ambientes podem ser trabalhadas para tornarem os espaços mais agradáveis e interessantes.

No passado, os papéis de parede eram utilizados nas decorações como solução para aquecer melhor os interiores das edificações. 

Hoje, eles ainda oferecem a opção de ajudar na personalização dos ambientes, dando toques de cor e estilo como nada igual. Papéis podem criar efeitos visuais incomparáveis, como a sensação de profundidade. E o melhor, sem ocupar nada de área de planta.

Papel de parede combinando com cortina

 

Quais as principais características dos novos modelos de papel de parede disponíveis no mercado?

Os papéis de parede sempre foram um tipo de material muito bom para a personalização de decorações. Contudo, sua tecnologia mudou bastante nos últimos séculos. 

Tempos atrás, ele era feito de papel de arroz e vinha com motivos mais ligados ao cenários bucólicos, próprio da vida no campo. Muitos rolos apresentavam estampas com ramos de folhas e flores. E haviam ainda os listrados e os em arabescos.

Papel de parede com arabescos

 

Agora, atualmente, existe uma infinidade de opções de papéis. Há modelos muito mais resistentes – como é o caso dos vinílicos, que podem ser aplicados em certas áreas úmidas da casa, como lavabos. 

Também há aqueles que imitam a textura de outros materiais, – como os chamados TNT, lembrando o aspecto de tecidos. E fora todas as outras opções de estampas – que só são possíveis através de um jato de impressão melhor.

Papel de parede de tijolos

 

No mercado, podem-se encontrar opções de papel de parede para todos os gostos. A maioria possui um preço bem em conta e é bastante fácil e rápido de ser instalada. Inclusive, é preciso destacar que os novos modelos de papel também são mais fáceis de serem limpos. Quase sempre não é necessário mais do que um pano umedecido com água e sabão neutro.

Para aqueles que desejam enriquecer o cenário de uma decoração tradicional, existem os papéis de parede lisos. Para uma decoração clássica, papéis como os com flores e folhas verdes; os que imitam pedras naturais; e até os que simulando boiseries. 

E para uma decoração moderna, os papéis geométricos; os que imitam tijolinho; os que imitam recortes de jornal ou quadrinhos; os metalizados; os em degradê; e muito mais.

papel de parede geométrico

 

De que forma o papel de parede pode ser utilizado em decorações de interiores?

Se a superfície do ambiente a ser decorado apresenta as condições perfeitas – ou seja, sem mofo, sujeira, irregularidades ou umidade excessiva –, podem ser cobertas com papel. 

Por exemplo, halls de entrada e lavabos – locais com poucos elementos em planta – podem ter as quatro paredes com papel de parede, sem comprometimento de sua harmonia visual. Já para outros ambientes, o melhor é aplicar papel em apenas uma única superfície.

Papel de parede para banheiroPapel de parede para hall

 

Para cozinhas, o indicado é a aplicação de papel de parede só nas superfícies mais distantes da exposição do calor de aparelhos como fogão e forno. 

Na sala, é interessante usar papel como ponto focal em paredes de destaque – talvez atrás de um sofá de três lugares ou de um painel para TV. 

 no quarto, o papel também pode servir para marcar o espaço da cama – ficando atrás da cabeceira – ou dar fundo a um closet aberto.

Papel de parede para cozinha

 

Com certeza há muitas formas de se usar e abusar de papéis de parede na decoração de interiores. Basta ser criativo e seguir as instruções dos fabricantes para compor lindos cenários.

Para ver mais dicas sobre decoração, acesse o blog da Plano e Plano.

Estas dicas de decoração com papel de parede foram criadas pela equipe Viva Decora.

Comentar