Institucional

Postado em: 17.10.2019

Comprar a casa própria é o grande sonho da maioria dos brasileiros. E a maneira mais fácil de realizar esse sonho é fazendo um financiamento através do Programa Minha Casa Minha Vida. Se você quer saber como conseguir um financiamento imobiliário o primeiro passo é entender como ele funciona e quais são os passos para conseguir o seu.

O que é financiamento imobiliário

O financiamento imobiliário é uma forma de pagamento que facilita a compra de um imóvel. Com ele, você não precisa ter o dinheiro para pagar o valor do imóvel à vista e assim seu sonho fica mais fácil de se realizar. O financiamento pode ser feito por bancos públicos, como a CAIXA, ou por bancos privados. Cada banco tem sua própria taxa de juros e condições diferentes para aprovar um financiamento. A CAIXA é quem oferece as melhores condições de pagamento, graças ao Programa Minha Casa Minha Vida.

Como conseguir o seu financiamento

Depois de escolher o apartamento dos seus sonhos, a própria equipe da construtora vai te ajudar a dar entrada no pedido de financiamento. Na Plano&Plano, por exemplo, nossos especialistas vão te ajudar a aproveitar todos os benefícios do Minha Casa Minha Vida e conseguir aprovar um financiamento que caiba no seu bolso.

Para isso, você vai ter que separar alguns documentos e cumprir alguns requisitos. Mas pode ficar tranquilo que você será orientado o tempo todo nesse processo.

Depois de entregar os documentos solicitados e dar entrada no pedido de financiamento, o banco vai analisar o seu processo e decidir pela liberação do crédito. Caso o financiamento seja aprovado, o banco separa o dinheiro necessário para a compra do imóvel e, após a assinatura do contrato de financiamento, ele mesmo efetua o pagamento para a construtora.

 

 

A partir da assinatura do contrato, você terá uma prestação mensal para pagar e assim ficar cada vez mais próximo de quitar seu financiamento. Cada parcela é composta de duas partes: a amortização do empréstimo e os juros, que são calculados de acordo com o tempo de financiamento escolhido. Quanto maior o número de parcelas, menor é o valor que você pagará por mês. É importante fazer as contas pra que a parcela caiba no seu bolso.

No Programa Minha Casa Minha Vida, a taxa de juros do financiamento e o valor do subsídio variam de acordo com a sua renda familiar. Clique aqui para usar o Simulador da Plano&Plano e calcular o valor máximo que você pode financiar.

Documentos e condições necessárias para conseguir um financiamento

Para solicitar um financiamento imobiliário você não pode ter nenhuma restrição de crédito no seu nome. Também é preciso comprovar sua renda familiar, usando documentos como seu holerite, extratos bancários ou declaração de imposto de renda.

É muito importante você se planejar e separar a documentação com antecedência. Você vai precisar dos seus documentos de identificação pessoal (RG e CPF), comprovante de residência recente, comprovante de renda original, comprovante de estado civil (caso queira usar a renda do seu companheiro), certidão conjunta negativa de débitos relativos a tributos federais e dívida ativa da união e comprovante de renda original. Parece complicado, mas não é. Peça ajuda para seu corretor de imóveis da Plano&Plano, que ele vai te orientar em todo o processo. Veja o resumo dos documentos necessários para dar entrada no seu financiamento:

  • CPF ou documento oficial que contenha o referido cadastro
  • Carteira de identidade ou outro documento oficial de identificação que conste foto e filiação.
    Ou identidade de estrangeiro, se for o seu caso.
  • Certidão de nascimento se você for solteiro.
  • Certidão de casamento ou certidão de casamento com averbação da separação/divórcio ou certidão de óbito do cônjuge. Se for o caso de uma união estável, apresentar a declaração formal da união.
  • Declaração de beneficiário no programa “Minha Casa Minha Minha Vida”, atestando a renda familiar.
  • Três últimos comprovantes de renda.
  • Comprovante de residência atualizado
  • Extrato do FGTS atualizado
  • Cópia de Carteira de Trabalho (CTPS)
  • Declaração do imposto de Renda (caso declare)
  • Para aposentados do INSS: extrato trimestral dos rendimentos, carta de concessão no caso de pensão por morte para verificar o valor da renda.
  • Para aposentados em outros órgãos: último contracheque.
  • Trabalhadores autônomos podem comprovar sua renda apresentando extrato bancário, recibos de prestação de serviços e declaração do Imposto de Renda do último ano

A comprovação de renda pode ser realizada de vários modos. Se o comprador trabalha de carteira assinada, basta apresentar os últimos holerites recebidos. Caso seja empresário ou profissional autônomo, é possível comprovar os ganhos com a declaração de imposto de renda e extratos bancários. Se for o seu caso, a Declaração Comprobatória de Recepção de Rendimentos (Decore), elaborada por um contador, também pode ser utilizada.

O que é a parcela do financiamento?

A parcela do empréstimo não é composta apenas pelo valor do imóvel dividido pelo número de meses do financiamento. Ela pode ser dividida em três partes: a amortização da dívida, os juros e as tarifas. Cada tipo de financiamento tem uma forma própria de amortizar a dívida, ou seja, de diminuir o saldo devedor.

Qual o valor da entrada para financiar um imóvel

O valor da entrada varia de acordo com o banco que vai conceder o crédito e a renda familiar de cada pessoa. Geralmente, a quantia mínima corresponde a 20% do preço total do imóvel​. Porém, em muitos casos, você consegue parcelar o valor da entrada junto à construtora do imóvel escolhido. A Plano&Plano, por exemplo, parcela a sua entrada em até 30 vezes, ajudando seus clientes a vencer essa barreira. É muito importante ter em conta que, quanto maior for o valor que você puder dar de entrada, menor será o valor financiado. Isso vai fazer com que o valor da parcela que você vai precisar pagar seja menor.

Como usar o FGTS no financiamento imobiliário

O FGTS pode ser um grande aliado para quem quer conquistar a casa própria. Para que o recurso possa ser utilizado na compra do imóvel você precisa ter, no mínimo, 3 anos de trabalho de carteira assinada. Além disso, não pode ter nenhum outro financiamento ativo. Você deve morar ou trabalhar na cidade onde pretende adquirir o imóvel e não ser proprietário de outra residência nesse mesmo município.

Faça uma simulação de financiamento

Realizar simulações de compra é muito importante antes de pedir seu financiamento imobiliário. Um simulador considera o que você precisa dar de entrada, o tempo para pagar o empréstimo e o valor de cada parcela. Assim fica mais fácil decidir a hora de escolher o financiamento ideal para o seu bolso. Acesse o Simulador da Plano&Plano e descubra o valor máximo que você pode financiar. Veja como essa ferramenta pode te ajudar a conquistar o seu sonho.

Aumente as suas chances de ser aprovado

Além de todos os pré-requisitos já citados, outros pontos podem aumentar as suas chances de ter o financiamento aprovado. Confira:

  • Seja um bom pagador. Os bancos pesquisam o CPF de qualquer pessoa para saber como é o comportamento dela na hora de pagar as contas. Para aumentar as suas chances de conseguir um financiamento imobiliário é recomendável ter uma boa imagem diante das instituições financeiras e, sempre que possível, pagar tudo em dia.
  • Deposite o que você ganha. Quem é autônomo ou trabalha de carteira assinada, mas também tem uma renda informal e deseja aproveitá-la deve movimentar a conta bancária. Dessa forma, fica mais simples comprovar que possui uma entrada regular de dinheiro, usando seus extratos bancários.
  • Declare Imposto de Renda. Para quem é autônomo também é fundamental fazer a declaração anual de Imposto de Renda. Esse será um documento muito importante para apresentar ao banco e conseguir aprovar o seu financiamento.

O financiamento imobiliário é uma ótima alternativa para quem não vê a hora de sair do aluguel. Visite uma das lojas da Plano&Plano ou então fale conosco através do Chat. Você pode tirar as suas dúvidas, fazer uma simulação de financiamento e encontrar o imóvel que encaixa no seu orçamento. Além de aproveitar todas as vantagens do Programa Minha Casa Minha Vida!

Comentar