Arquitetura & Decoração

destaquevidros

Postado em: 28.05.2013

Olá!

Na decoração, um enfeite, um vaso, uma escultura, fazem toda a diferença! Pode ser transparente ou colorido, não importa. Mas às vezes surge a dúvida: qual a diferença entre vidro, cristal e murano? Todos são lindos, usuais e tem efeitos diferentes!

VIDRO

 

O vidro apresenta naturalmente um tom esverdeado, que aumenta com a sua espessura. É uma substância rígida, não cristalina, de aspecto translúcido e em geral transparente.

Podem acrescentar-se outras substâncias, como os corantes, que de igual modo modificam em parte ou substancialmente a própria estrutura do vidro, tornando-os coloridos.

São encontrados facilmente, com valores acessíveis, em lojas e mercados

CRISTAL

É um tipo de vidro mais requintado. Uma das qualidades principais é a transparência que deve ser perfeita e límpida, depois a brancura e por fim a sonoridade. A dureza, a resistência à ruptura e o índice de refracção variam segundo a composição. Normalmente tem espessura fina.

Este tipo de cristal é utilizado especialmente para a fabricação de cristais de mesa, utensílios finos decorados à roda, sobretudo, gravados. O corte e o facetado multiplicam a sua capacidade de refracção da luz e portanto a sua luminosidade, criando efeitos bonitos e até coloridos, mesmo quando o objeto é transparente.

Além dos centros ingleses, como Birmingham, apareceram fábricas de renome em outros países da Europa: St. Louis, Baccarat, Val saint-Lambert, entre outros.

MURANO

Hoje, objeto de desejo, pela sua imponência e beleza!

Normalmente é utilizado como peças decorativas. Sua fabricação é artesanal e dificilmente em série. Feito com técnica de soprar o vidro e, desta forma, produzir peças de rara beleza, foi cada vez mais aperfeiçoada pelas fundições.

Os Barovier são considerados os mais criativos e conhecidos por suas obras, seja pelos vidros límpidos, esmaltados em tons azuis, vidros madrepérola, ou pelos vidros avermelhados corneliano e murrini, que conferem ao material um aspecto semelhante ao do mosaico.

Do mecanismo de fusão dos metais até a conclusão da produção do murano, podem transcorrer três dias, variando conforme o nível de dificuldade oferecido pela peça. Por esse motivo, tem um custo mais alto para a compra.

 

Dependendo da peça, vale a pena ter um local especial com uma iluminação diferenciada para destacar.

O importante é você saber diferenciar um do outro, mas todos são muito bem vindos na decoração! Saber combinar e usar de forma apropriada deixará o ambiente encantador com um toque de sofisticação.

Vale a pena conferir!

Até a próxima semana.

Arq. Ana Beatriz Nunes Moller.

Comentar